O React Native vem caindo no gosto de desenvolvedores nos últimos tempos. Isso porque é uma forma de desenvolver aplicativos com o mesmo código-fonte que gera versões que rodam tanto em iOS como em Android com uma boa performance em ambos, mas que é desenvolvido de uma única vez, sem a necessidade da linguagem nativa. Ou seja evita-se o desenvolvimento de uma aplicação exclusiva para Android e outra para iOS – poupando horas e custos de desenvolvimento pensando sempre na máxima reutilização do código. 

Facebook, Instagram, Microsoft, Airbnb e Uber usam aplicações em React Native e por isso que programadores cada vez mais procuram criar novos apps fazendo uso das funcionalidades do React Native. Aliás, esse framework foi criado em 2013 em um Hackathon promovido pelo próprio Facebook. Em 2015 foi liberado para o público o código-fonte e desde então vem recebendo melhorias contínuas pela comunidade de desenvolvedores.

Como funciona o React Native
O React Native pode ser entendido como uma biblioteca de programação JavaScript para construção de interfaces. O seu principal atributo é modularização da interface de acordo com a plataforma utilizada, ou seja, o desenvolvedor pode criar atributos próprios para cada elemento, por exemplo um botão. São ferramentas e padrões disponíveis, sendo alguns gratuitos, para a criação de aplicativos de forma muito mais rápida. A principal linguagem é o JavaScript que é utilizada por ambos sistemas operacionais e já muito conhecida pela comunidade de desenvolvedores.

As principais vantagens do React Native são:

  • Menos do tempo para o desenvolvimento;
  • Redução dos custos da programação, visto que o mesmo código pode ser usado tanto para iOS como para Android;
  • A comunidade mundial compartilha melhorias contínuas no framework, assim como disponibilizam componentes gratuitos;
  • Promove um carregamento mais rápido;
  • Tem uma integração mais fluida com as features do celular.

Diante disso, os benefícios ao utilizar o React Native são inúmeros e vale acompanhar a evolução, visto que foi uma inovação de uma das marcas mais valiosas atualmente e que vem ocupando cada vez mais espaço com seus apps: Facebook, Instagram e WhatsApp.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *