Como potencializar a experiência do cliente através de seu produto digital? Você deve se fazer essa pergunta diversas vezes, não é mesmo? Sabe-se que através da experiência vivenciada do usuário ao usar o aplicativo da sua empresa irá determinar se ele volta a utilizar ou não o seu serviço ou produto por este canal mobile ou até mesmo impacta em ele manter um relacionamento ativo com sua marca. Experiências ruins causam distanciamento do usuário e queremos evitar isso ao máximo. 

A experiência que o usuário tem com seu aplicativo começa pelo planejamento de UX e passa pela escolha dos textos utilizados nas telas também. E se o User Experience tem como objetivo entender o problema do usuário e apresentar uma solução para isso através de um produto digital, o UX Writing, uma modalidade dentro dessa técnica, tem como meta facilitar a experiência de navegação e contar uma história para esse usuário, prevendo objeções e orientando ele a ter a melhor experiência possível. Neste post vamos te explicar como funciona e qual é a importância do UX Writing. 

Na elaboração do design do seu projeto são avaliados todos os steps de navegação, as cores escolhidas para cada momento e situação, como por exemplo: para botões de negação de uma escolha uma determinada cor será usada, enquanto botões que confirmam uma ação vão usar uma outra cor, sempre respeitando o guide de aplicação da marca. 

Acontece que cada parte da navegação do usuário contém conteúdos que são informativos e direcionam para conduzir a navegação, assim como também existem conteúdos para envolver o cliente durante a experiência com seu produto. O UX Writing por sua vez traz a experiência do usuário para a camada de conteúdo. 

O UX Writing tem como principal objetivo garantir a melhor experiência para o usuário através da linguagem e palavras aplicadas no layout. Se trata muito mais sobre escolha das palavras e seus significados – que resultam nas ações e experiências do usuário. Como em produtos digitais, na maioria das vezes estamos falando de ferramentas mobile, os textos precisam ser pensados ainda mais a fundo. Partindo do conceito mobile first, onde o espaço da tela é mais reduzido ainda do que o disponível para um desktop, as palavras precisam dizer muita coisa em espaços limitados e parágrafos únicos. O conteúdo que a mensagem carrega deve ser simples de ser entendida, a prova de diversas interpretações e que possa conduzir e engajar o usuário. 

Para que se tenha um produto digital com uma ótima experiência de usuário, é altamente recomendável que designers e redatores planejem juntos as telas de navegação. Aqui não cabe mais usar a marcação do Lorem Ipsum, pois os textos não devem ser encaixados após elaboração do layout, são parte composta da experiência visual que está sendo criada para o usuário. 

Faz parte também do processo de UX Writing entender o usuário para selecionar as melhores palavras, que farão sentido para o target. O principal objetivo sempre é guiar o usuário para ter a navegação da melhor maneira, por isso, entender se o público tem um perfil mais apurado de tecnologia ou se é um público que precisa de mais detalhes para direcionar a navegação impacta na forma que os textos precisam ser escritos. 

Em resumo, o papel do UX Writing tem muito mais relação de um conteúdo funcional do que envolvente, emocional. É claro que a pitada do tom da marca deve ser usado aqui, mas não estamos tratando de fazer uma venda – como seria em um comercial – estamos querendo orientar o usuário a fazer a melhor navegação dentro do aplicativo. Por isso, a escolha das palavras deve ser sábia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *